sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

QUERER

Eu quero o amor filmado pela câmera, quero um final feliz,
quero ser livre como o vento, e importante como o ar,
o ar em movimento, dando ao vento sua forma nobre de fazer a diferença
que ser amado, cuidado e tudo mais.

A sorte de ter sucesso, sem que o leitor saiba
de qualquer forma que minha escrita faça parte do jogo.
Querer ser admirado, elogiado, mas nada como ser amado,
talvez não pelo povo, mas por um alguém.

Alguém que me ama, que possa amar,
pensar neste ser antes de dormir e ao acordar
nova vontade de ver.

Querer, querer e querer dinheiro, sucesso e reconhecimento,
quero tudo, mas ser amado é melhor, o amor constrói,
ser constituído é a melhor coisa, ser feito de palavras de bem,
apertos de mão, ajuda e tapinha nas costas.

Supérfulo, como a importância da cerveja,
para o poeta assim como um alcoólatra sem sua geladinha.

Alisson Monteiro de Freitas

4 comentários:

  1. Poxa, muito bom velho. Melhorando a cada dia que passa. Parabéns!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Estou montando uma comunidade nova para divulgar o maior número
    possivel de blogueiros no orkut, estou te convidando:
    se tiver interesse divulgue seu blog lá também e Aumente Suas Visitas:

    Blogosfera - Brasil - (Nova comunidade de blogueiros)
    Divulgue seu blog lá!

    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=97889392

    ResponderExcluir
  3. Lindissimo!
    Não há nada com ser amado. Não há descrição, não há comparação que baste!

    Amar e saber, sentir que alguém te ama é algo que não conseguimos transcrever.

    Parabéns, adorei o texto de verdade

    p.s.: estou seguindo o Blog

    ResponderExcluir